A OPINIÃO DE QUEM LEU E COMENTOU:
" A leitura foi divertida. Muito gostosa. Bruna Longobucco demonstra uma perícia de poucos ao tecer uma narrativa tão rítmica que em um movimento contínuo e dinâmico (abracadabra!) torna nosso mundo mais fantástico. Além do que dá gosto conhecer personagens amantes dos livros como Aylá e Igor. Gente, eles se conhecem em uma biblioteca! Não é um charme um amor que nasce entre livros? Não vou falar mais nada porque a graça sempre está em ler o livro. Vale a pena!” Vivi, Romance Gracinha.

"(...) Aylá não estava preparada para as surpresas que encontraria em Pitfal, nem mesmo para um par de olhos azuis que mudaria sua vida e, pior, descobriria que
tinha dons e que na verdade era uma bruxa! (...) Adorei o livro, me fez viajar num universo único e encantador, Recomendo! Nota 10!" Leninha, SEMPRE ROMÂNTICA.

"Dizer que eu me apaixonei pelo livro de Bruna Longobucco é pouco. Não há como parar de lê-lo e eu me vi ansiosa por continuar a leitura quando tinha que me separar de Centúrias. Ela criou uma história mais do que mágica... é um verdadeiro conto de fadas moderno, simples e ao mesmo tempo complexo. O amor de Igor e Aylá é uma graça, com leves toques de humor e um romantismo encantador." Bia Carvalho, Amor, mistério e sangue.

"Um livro que me surpreendeu... Quando comecei a ler Centúrias me assustei, pois, por mais que tivesse lido a
sinopse não fazia ideia que o livro era ambientado no Brasil e,
vergonhosamente admito que quando percebi isso surgiu um certo "pré-conceito"... (...) A história é facil de ler, relaxante
mesmo, ótima para o final de um dia cheio após o trabalho, e os personagens são totalmente fofos!!! Adorei!!!" Kate, blog Conversando com Dragões

Site Leituras & Devaneios!
"Um mundo repleto de magia que encanta ao leitor... Bruna
Longobucco consegue transformar um romance em uma obra memorável! Confesso que nenhuma das resenhas me preparou para entrar em Piftal, a cidadezinha pitoresca na qual os personagens místicos dessa história vivem. Com uma linguagem
poética, muito bom humor e um casal forte e carismático, Centúrias é mais que recomendado." Lari.

"Primeiro tenho que dizer que o livro me surpreendeu muito, ainda não conhecia a autora e como adoro romance sobrenatural já adorei o tema. Mas o que eu não sabia era
que ia me apaixonar pela maneira como foi narrado, pelos personagens e pelo estilo da autora. Um daqueles livros que te prende do início ao fim e que quando a gente termina a gente quer mais páginas ou uma continuação, acho que
se fosse maior teria desenvolvido mais algumas histórias e situações, acabou rápido demais." Nanda, Viagem Literária.

"Aylá se tornou uma das minhas personagens favoritas dos livros que ja li, ela é discreta, tem personalidade e é impulsiva, ahh ela também é uma bruxa! Todos os personagens narrados são encantadores, mas me apaixonei por alguns como Itira,
uma coruja que protege Aylá!! Eu quero uma pra mim!!! e Milla, uma bruxa que deveria ser do mal, mas que decidiu seguir o caminho da luz!! Pasmem!! o cabelo dela é roxooo!!! Adorooooo!! Bom, ja deu pra ver que eu simplesmente amei a
história não é mesmo?! O livro é recomendadissimo!! Leiam e apaixonem-se por essa bruxinha atrapalhada!!" Tyele, Livromaníaca.

"Um livro absolutamente delicioso de se ler, daqueles que não se consegue largar! Bruna criou um universo muito interessante cheio de magia e luz e, claro, muitos conflitos! (...) Foi o primeiro livro de Bruna que li e posso dizer que ela conquistou mais uma fã! Sinceramente, gostaria que essa história se
tornasse uma série e eu pudesse encontrar novamente os personagens vivendo novas aventuras e enfrentando novos desafios e evoluindo em suas magias!" Regina, UM LIVRO NO CHÁ DAS CINCO...


Este blog foi criado para apresentar meu novo romance! Nele, vocês vão conhecer a história de Aylá Levale e Igor Telfort, adolescentes de famílias rivais que descobrem ser descendentes de duas ordens milenares de bruxaria: as Centurianas e os Dargais. O enredo constrói uma fantasia repleta de aventuras, divertida e envolvente.

Quero aproveitar para agradecer a maravilhosa artista digital que fez este layout lindo e a capa do meu livro: Mel Gama!


Quem sou eu

Minha foto
Sou uma escritora mineira apaixonada por Literatura, com 12 anos de carreira e 13 livros publicados. Sou movida por vocação e paixão e nunca desisti ante os desafios do mercado editorial independente. Sou casada, mãe de dois meninos, fã da natureza e dos animais. Adoro gatos. Palavras-chave? Viver, amar, ler, escrever, lutar, buscar, realizar, superar, aprender e recomeçar.

sábado, 15 de maio de 2010

Centúrias na blogosfera

Resenha de Bia Carvalho, blog Amor, Mistério e Sangue...

A História: Aylá era uma menina de 18 anos, totalmente diferente das outras de sua idade. Ela não tinha amizades, não queria namorar e preferia ler um bom livro a sair para se divertir. Isso era consequência das constantes mudanças de cidade que sofria. Todas as vezes que sua mãe se decepcionava em um relacionamento, ela ia embora. Daquela vez, a cidade escolhida foi Pitfal. Cidade onde ela tinha nascido e onde tudo se tornou diferente para a moça. Em Pitfal, ela se apaixonou e decobriu que era descendente de uma antiga ordem de bruxas - As Centurianas. O que significava, que ela podia voar, falar com animais e ainda contava com outras habilidades que ela vai descobrindo ao longo do tempo.

O Romance: Igor e Aylá vivem praticamente um romance no melhor estilo Romeu e Julieta. Suas famílias são inimigas há anos, mas mesmo assim eles estão fadados a se conhecerem, se apaixonarem e se unirem para lutarem contra um mal maior, que fará de tudo para separá-los. Eles são mais do que apenas um casal apaixonado... são almas gêmeas, pedaços de duas metades, a Lua e o Sol... frutos de uma lenda antiga e triste.

Minha Opinião: Dizer que eu me apaixonei pelo livro de Bruna Longobuco é pouco. Não há como parar de lê-lo e eu me vi ansiosa por continuar a leitura quando tinha que me separar de Centúrias. Ela criou uma história mais do que mágica... é um verdadeiro conto-de-fadas moderno, simples e ao mesmo tempo complexo. O amor de Igor e Aylá é uma graça, com leves toques de humor e um romantismo encantador. Quem se apaixonou pelo Edward Cullen de Crepúsculo PRECISA conhecer Igor Telfort.
Todos os personagens do livro são maravilhosos, mas eu amei os animais com quem Aylá conversa durante a história, especialmente sua coruja Itira, que é hilária (destaque para a insinuação de romance que Bruna cria no finalzinho do livro para a doce corujinha.).
Isso é mais do que uma prova de que nossos autores brasileiros podem sim ser surpreendentes, criativos e mais do que talentosos. Nossa Bruna Longobuco não perde em nada para Stephenie Meyer e eu espero realmente que esse livro seja um sucesso , pois ela e a história merecem seu espaço.

Quantas estrelas: *****

Tem uma trilha sonora? Uma música que eu adoro para uma história cheia de encantos... Energize me de After Forever."



Obrigada, Bia! Você escolheu uma música perfeita!
Como sempre, beijos a todos!!!

segunda-feira, 3 de maio de 2010

"CENTÚRIAS" NO DESAFIO LITERÁRIO DE ABRIL!

Resenha da Vivi, publicada no site Romance Gracinha!

"Em Centúrias, romance de Bruna Longobucco, conheci Aylá e Igor. Dois jovens as voltas com os conflitos típicos da puberdade e…peraí! Volta a fita! Aylá e Igor não são o que poderíamos classificar como gêneros típicos do que entendemos por adolescentes normais. Tudo bem que surfar a onda juvenil dos conflitos existenciais, da necessidade tamanha da auto-afirmação não seja coisa fácil para ninguém. E ambos, para não destoar da cartilha básica da juventude, padecem do mesmo mal. Até aí tudo bem! Agora: imagine-se se descobrindo um adolescente portador de poderes especiais? Fácil? Então, segura essa! Como se isso não bastasse, acrescente ao pacote a encarnação de sentimentos intensos de dois personagens literários tão conhecidos nossos como Romeu e Julieta. Hmmm…o que lhe parece?

Eu digo: Eles foram talhados para serem os heróis dessa linda história.

Amar a quem se deve odiar…e não é que A&I foram premiados nessa loteria literária do amor? Afinal, Romeus e Julietas não brotam do chão, não é mesmo? Definitivamente não é coisa para comuns.

Mas sendo o amor de uma grandeza afetiva das mais nobres ou, como queira, das mais resistentes, ainda que o mal sobrevenha, no fim das contas, ele vencerá. Quem há de ficar indiferente ao amor?

“Tal como a sombra, o amor corre de quem o segue: foge, se o perseguis; se fugis, vos persegue”. (Shakespeare)

A história de amor dos dois protagonistas não é azuzinha. O cenário da paixão é pintado com cores mais complexas. Uma hora tá tudo bem para A&I, em outra (cúmulo da inscontância!), se perdem um do outro por conta de “bobagens” como ciúmes (Está aí a prova de que até os seres mágicos sofrem com sentimentos mortais. Atire a primeira pedra quem nunca teve uma crise de ciúmes? Só que no caso deles, o poder diminui com a fraqueza. Quem lê a história, percebe quão enfraquecidos ficavam Aylá e Igor quando divididos. O sofrimento de ambos é tangível) .

Como que em um desencontro marcado, eles se conhecem, provocam um ao outro até se renderem. E a rendição é de um calor humano, cof,cof…calor sobrehumano sem precedentes. Bem ao estilo chamem os bombeiros porque a sala tá pegando fogo, capiche?

Os momentos divertidos ficam a cargo de Aylá. Ela descobriu seus poderes sobrenaturais ontem e ainda não domina o seu arsenal de ferramentas encantatórias. Até que ela as domine, o humor está garantido para nós. Afinal, como não se divertir com as trapalhadas mágicas nas quais ela se mete?

Mas o livro é muito mais que entreveros de amor. O livro nos fala da força do sangue, do amor familiar, da superação dos medos e limitações por intermédio do autoconhecimento. E o bacana é que Bruna nos leva para fora do mundo fantástico ao possibilitar uma associação íntima com o mundo real. È como se na narrativa ocorresse um duelo entre o real e o irreal. O cotidiano e o fantástico. Isso fica muito claro quando a narrativa sai da terceira pessoa e surge diante de nós uma Aylá no confessionário da sua imaginação. È lá que ela revela seus segredos mais íntimos, suas dores, angústias e felicidades. Por exemplo, enquanto se preocupa com a instabilidade afetiva da mãe as voltas com mais um namorado, Aylá tem que combater o mal com ajuda de seres inusitados como uma coruja e dois gatos falantes. Por mais absurdo que possa parecer, é ali no universo particular de Aylá que o comum e o sobrecomum se fundem. E assim, nesse embalo flutuante, até o the end, nos aproximamos, em camaradagem, da ilustre protagonista de Centúrias.

As Bellas que se cuidem!

Para saber mais: http://romancecenturias.blogspot.com/

Eu escolhi este livro porque…

Foi o que a providência me destinou para ler esse mês. Eu que vivo aqui falando de planejamento literário,e blá,blá, blá…acabei sem encontrar os livros que havia selecionado para o desafio. Agradeço a Bruna por ter tornado possível a minha participação no desafio do mês. Estava desesperada! Eis que surge Bruna e seu mais novo lançamento. Momento curiosidade: O livro chegou aqui em casa no dia do meu niver! Hip, Hip, Hurra!

A leitura foi divertida. Muito gostosa. Bruna Longobucco demonstra uma perícia de poucos ao tecer uma narrativa tão rítmica que em um movimento contínuo e dinâmico (abracadabra!) torna nosso mundo mais fantástico. Além do que dá gosto conhecer personagens amantes dos livros como Aylá e Igor. Gente, eles se conhecem em uma biblioteca! Não é um charme um amor que nasce entrelivros? Não vou falar mais nada porque a graça sempre está em ler o livro. Vale a pena!"


Obrigada, Vivi! Por sua resenha tão especial e por incluir meu livro no Desafio de abril!!!